Dentes de cachorro: Como evitar e tratar complicações?

A saúde bucal do seu cachorro pode ter um grande impacto em todo o bem-estar dele. Quando não tratados, problemas em dentes de cachorro podem levar a mau funcionamento de rins, fígado e até do coração!

Pensando nisso, preparamos um guia de possíveis problemas em dentes de cachorro, seus sinais, sintomas e formas de prevenção, para que você possa identificá-los em seu pet e tratá-los o quanto antes.

Identificando problemas em dentes de cachorro

Problemas dentais frequentemente não são notados por tutores de pets e não é por falta de atenção. Talvez este seja um hábito herdado de seus ancestrais, que não podiam demonstrar fraqueza no meio da floresta, mas independente dos motivos, a verdade é que cachorros raramente mostram sinais de que estão sentindo dor, além de serem muito bons em esconderem e ignorarem dor nos dentes ou na gengiva até que o problema atinja estágios mais avançados.

Considerando que você não poderá contar com o seu pet te dando alertas de que algo está errado com ele, é importante que uma rápida observação na boca e nos dentes caninos façam parte da rotina de higiene do cachorro, já que existem muitos sinais que você pode identificar.

Sinais e sintomas de problemas na saúde bucal do seu cachorro

Irritação ou inflamação na gengiva, dentes claramente danificados, vermelhidão, sangramento e bolhas de pus podem ser alguns dos sinais mais notáveis de que há algo errado com os dentes do seu cachorro, assim como o mau hálito excessivo, que é comumente tido como algo natural.

Assim como acontece conosco, é bastante comum que nossos cachorros desenvolvam placas bacterianas próximas à gengiva e, quando não tratadas, essas placas podem levar à gengivite, uma inflamação bastante dolorosa e prejudicial.

gengivite em cachorros, por sua vez, pode fazer com que toda a gengiva se torne infectada e, até mesmo, transmita a infecção para o interior dos dentes.

Encontrando soluções para os problemas nos dentes dos cachorros

Quando não estão muito avançados, estes problemas podem ser facilmente eliminados (ou ao menos controlados) com um bom tratamento dental feito pelo seu veterinário de confiança. Para casos avançados, antibióticos podem ser necessários.

Tratamentos de canal e extração dos dentes danificados também podem ser necessários, ainda que o tratamento de canal seja sempre a primeira opção, por ser claramente menos invasivo do que uma extração.

Olhando o lado positivo, visitas regulares ao veterinário e a manutenção de uma rotina de higiene bucal para o seu pet certamente podem impedir que os problemas dentais se tornem condições mais graves.

E como prevenir os problemas dentais em cachorros?

Cuidar dos dentes do cachorro é o primeiro passo para a prevenção de quadros graves. Estabeleça uma rotina diária de escovação dos dentes do seu cachorro e, caso não seja possível fazer isso todos os dias, faça ao menos duas ou três vezes por semana.

Faça uso somente de escovas e pastas de dentes para cachorros! Nunca use escovas e cremes dentais desenvolvidos para pessoas. O mercado pet oferece uma grande variedade de opções de cremes dentais e escovas de dentes para cachorros, incluindo aquelas que vestem o seu dedo como luvas, facilitando bastante o seu trabalho.

Utilizar um pedaço de pano macio ou uma gaze também funciona, principalmente nas primeiras escovações, quando o cachorro ainda estiver se acostumando ao cuidado. Muitos cachorros adoram o sabor da pasta de dente para cachorro, o que pode fazer com que seu pet aceite muito bem que você escove os dentes dele.

Além da escovação, você também pode contar com os ossinhos especiais para limpeza de dentes e os brinquedos específicos, que ajudam a eliminar a placa e o tártaro sem o cachorro nem perceber, mas lembre-se: estas opções não substituem a escovação, apenas a complementam!

Comentários

comentários

Pin It on Pinterest